Festa do Nego Fugido

Em meio aos domingos invernais de Acupe – comunidade baiana pertencente à Santo Amaro da Purificação e fundada por escravos alforriados – acontece a tradicional manisfestação popular do Nego Fugido, rica pelo resgate dos ideiais centenários de resistência e luta pela libertação da escravatura. Essa manifestação cultural acontece em meio à música, dança, candomblé e teatro, onde os moradores de Acupe se adornam de elementos representativos do festejo. O ensaio a seguir apresenta registros de uma tradição cultivada, o que em outras palavras é a cultura que a si mesma celebra, canta, dança e encena.

Ângela Marques

Baiana, 23 anos, graduada em Desenho Industrial pela UNEB com habilitação em Projeto de Produto. Fotógrafa e retoucher na Lys Fotografias e designer freelancer.