Percursos Existenciais

“cenas do nosso território existencial que levam a nossa marca, nossa singularidade.”

Por Ricardo Furtado

Doutorando em Engenharia de Produção pela UFSC e pesquisador colaborador do Grupo Economia da Inovação na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Mestre em Política Científica e Tecnológica pela UNICAMP. Graduado em Ciências Econômicas pela UFT. Atualmente é professor no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (IFES)
Temos uma relação íntima com o(s) local(is) em que moramos. Sobre esta relação, podemos falar de dois movimentos: do local-em-nós e nós-no-local. O primeiro lança luz sobre os elementos subjetivos produzidos em nós na relação com o local em que vivemos. O segundo remete a cenas do nosso território existencial que levam a nossa marca, nossa singularidade. Neste ensaio fotográfico de Ricardo Furtado, podemos acompanhar estes dois movimentos por meio das imagens que deflagram este movimento duplo que, ao mesmo tempo, constitui o local em que vivemos e nós mesmos.

Jonatha Rospide Nunes

Professor do Departamento de Economia e Relações Internacionais – UFSC. Bacharel em Ciências Econômicas (UFT), Mestre em Política Científica e Tecnológica (UNICAMP), Doutorando em Engenharia de Produção (UFSC) e Informação e Comunicação em Plataformas Digitais (Universidade de Aveiro e Universidade do Porto).