A Ética é um caminho para a felicidade, destaca Clóvis de Barros Filho

Durante uma palestra promovida pelo Sebrae/TO na noite desta quinta, 19, no Colégio São Francisco de Assis, em Palmas, o filósofo e professor da USP Clóvis de Barros Filho disse que a Ética é um importante caminho para a felicidade. Neste contexto, a fidelidade é uma das premissas que devem nortear todas as ações humanas; caso contrário, trocas sociais e afetivas chegarão a uma situação insustentável.

De acordo com o prof. Dr. Clóvis, a falta de fidelidade implica na falta de amor a si próprio. Isso tem efeitos, inclusive, na crise de sustentabilidade ambiental com a qual o mundo lida atualmente. Ser fiel, para Clóvis, é manter um pacto com as escolhas e decisões que se faz no passado. Portanto, é uma ênfase de caráter ético. Isso é o que geraria amor e confiança mútuos, em todas as esferas da vida. “Faça tudo de tal maneira que amanhã você consiga fazer o que você fez hoje. Ou seja, não comprometa o amanhã!”, destacou o professor, que é considerado pela revista Exame e pela HSM Expo como um dos melhores palestrantes do país e o melhor das Américas sobre o tema ‘Ética’.

Em sua palestra “Ética, Amor e Sustentabilidade”, Barros Filho citou também pensamentos de grandes personagens históricas como Aristóteles, Jesus Cristo e Friedrich Nietzsche. “O que a vida deve ter para valer a pena? A vida vale a pena quando há busca pela excelência”, disse ele em uma das reflexões sobre ética a partir do pensamento grego. Buscar a excelência de si próprio, assim, é colaborar para a excelência dos “Kosmos” (Universo). E agir com excelência implica em respeitar as próprias inclinações. “Só assim para que o indivíduo possa explorar ao máximo os seus próprios recursos”.

Clóvis também destacou a Ética a partir dos ensinamentos de Jesus, para quem “a vida digna é a vida dedicada ao outro”. Desta forma, “é possível colocar significado à própria vida. Do contrário, nos iludimos com encontros e buscas temporárias, com a acumulação desmedida que, no final das contas, não preenche o vazio existencial”.

O professor exemplificou ainda situações que evidenciam a escassez da moral. “Em uma escola colocaram câmeras nas salas de aula e comunicaram aos pais que eles podem acompanhar seus filhos pela internet. É como se dissesse que na frente das câmeras eles devem se comportar e por trás podem fazer o que quiser. É a escassez da moral e é aí que a ética se faz tão necessária”, afirmou Barros Filho, ao acrescentar que é preciso ficar alerta para o foto de que “não se pode buscar a qualquer custo seus objetivos. Não se pode obter a qualquer preço o que quer. Neste processo, tem que levar em conta a variável mais importante, que é o impacto que provocamos nos outros”.

Além disso, Clóvis diferenciou os conceitos de Ética e Moral. “A Ética é um entendimento coletivo para aperfeiçoar a convivência em sociedade. É uma inteligência compartilhada a serviço de todos”. Já a Moral é “uma reflexão em primeira pessoa. É aquilo que não faríamos mesmo que estivéssemos invisíveis. Ou seja, não faria diferença se tivesse alguém olhando ou não, sempre inclinaríamos a agir de acordo com a nossa moral”.

Ao fim da palestra, o professor doutor fez um chamamento para que cada um se dispusesse a oferecer a alguém um momento bom. “Todos nós somos responsáveis por construir juntos uma convivência possível. Se não for por nós, que seja para nossos filhos, para as próximas gerações”, finalizou.

CONGRESSO

Clóvis de Barros Filho participou da abertura do I Congresso Sebrae de Sustentabilidade. O evento teve início nesta quinta, 19, com as boas vindas dada pelo superintendente do Sebrae, Omar Antonio Hennemann. “No dia a dia esquecemos da sustentabilidade. Precisamos pensá-la como nossas necessidades atuais sem comprometer as próximas gerações”, destacou ele, ao ressaltar um dos temas do congresso. O superintendente estava acompanhado do presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Pedro Ferreira, e do diretor de Administração e Finanças da instituição, Jarbas Meurer.

Além de Barros Filho, o congresso também recebe os palestrantes Ricardo Voltolini, que aborda “Liderança e Sustentabilidade”, Felipe Saboya (“Iniciando a Gestão Empresarial Responsável”), Michelle Fildelhoc (“Empreendedorismo Social”), e a Monja zen budista Coen Roshi, com a palestra sobre “Desastres Naturais e Violências Humanas”. (Com informações do Sebrae/TO)

Comentários
Sonielson Luciano de Sousa
Bacharel em Comunicação Social (CEULP/ULBRA), filósofo (Univ. Católica de Brasília), pós-graduado em Docência Universitária, Comunicação e Novas Tecnologias (Unitins), estudante de Psicologia (CEULP/ULBRA), especialista em Jornalismo Cultural, é editor do jornal e site O GIRASSOL, colaborador do (En)Cena e do Portal Educação, e atua como coach (SBC-SP).
Autor / Co-Autores: